Após morte de negro em supermercado, Bolsonaro diz; ‘Todos têm a mesma cor sinto muito’

 Após morte de negro em supermercado, Bolsonaro diz; ‘Todos têm a mesma cor sinto muito’

Um dia depois do assassinato brutal de um homem negro na cidade de Porto Alegre, o presidente Bolsonaro compartilhou diversas mensagens em seu perfil no Twitter onde ele nega que exista racismo no país, e afirmou ser “daltônico” por não enxergar a cor da pele e em nenhum momento cita o caso de João Alberto.Para o presidente, quem prega conflitos e discórdia deve ir para o lixo. O manifesto de Jair Bolsonaro aconteceu nesta sexta-feira, dia 20 no Dia da Consciência Negra, quando ele chegou a falar que os problemas do Brasil vão além de questões raciais.

“Não podemos ser manipulados por grupos políticos. Como homem e como Presidente, sou daltônico: todos têm a mesma cor. Não existe uma cor de pele melhor do que a outra. Existem sim homens bons e homens maus. São nossas escolhas e valores que fazem toda diferença”, ressaltou Jair Bolsonaro. “Aqueles que instigam o povo à discórdia, fabricando e promovendo conflitos, atentam não somente contra a nação, porém contra nossa própria história. Quem prega isso está no lugar errado. Seu lugar é no lixo”, disparou Bolsonaro em seu Twitter.

João Alberto Freitas, de 40 anos de idade, conhecido pelos mais próximos como Beto. João Alberto Freitas foi duramente espancado em uma das loja do Carrefour da cidade de Porto Alegre, um dos agressores trabalha como segurança do Carrefour e o outro é um policial militar. Ambos eram homens brancos. João Alberto Freitas era um homem negro e o caso acabou gerando uma onda de protestos antirracista por todo o Brasil.O vice-presidente Hamilton Mourão chegou a falar sobre a morte de João e afirmou que não existe racismo no país.”Aqui não existe ódio racial. O que há é desigualdade” ressaltou Hamilton Mourão, antes de comparar o país com os Estados Unidos,”Vivi nos EUA, vi coisas que jamais tinha visto no Brasil”, a fala do vice-presidente gerou uma onda de ódio nas redes sociais.

Bolsonaro chegou a afirmar nas redes sociais que o problema o problema do Brasil é a corrupção.“Problemas como o da violência são vivenciados por todos, de todas as formas, seja um pai ou uma mãe que perde o filho, seja um caso de violência doméstica, seja um morador de uma área dominada pelo crime organizado”, enfatizou o presidente.

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *